Os Benefícios do Sacrifício de Jesus

Se não conseguirmos entender a extensão e a profundidade do sacrifício de Jesus por nós, é impossível entermos a nossa salvação. Hebreus nos ensina algumas coisas básicas sobre o sacrifício que Jesus fez: 1) Hebreus 10:14 “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”. Esse texto ensina que o sacrifício foi uma oferta. Nós tinhamos a obrigação de morrermos por causa de nossos pecados, mas Jesus se ofertou por nós porque não tinha pecados, e morreu pelos nossos pecados. Também aprendemos que o sacrifício aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados, significando que aqueles que estão cobertos por esse sacrifício passarão por um processo de santificação, mas o sacrifício garante que serão aperfeiçoados para sempre.

2) Hebreus 10:15,16,17: “ E disto nos dá testemunho também o Espírito Santo; porquanto, após ter dito: Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei, acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre. Como resultado da participação do sacrifício, texto acima declara que o Espírito Santo dá testemunho. Testemunha de que temos uma aliança com Deus cujo parte de Deus é colocar em nossos corações suas leis e escreve-las em nossas mentes. E o resultado desse testemunho é que Deus nunca mais se lembrará de nossos pecados nem de nossas iniquidades.

3) Hebreus 10:18: “Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado”. A conclusão que ficou escrita na bíblia é esse: a oferta de Jesus foi suficiente, Deus não faz mais ofertas pelo pecado. Veja a segurança que o sacrifício de Jesus nos dá em Hebreus 9:28: “assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação”.
Vamos descansar em Deus Deus e nos oferecer a Ele para que se cmpra em nós sua vontade.
Pr Joao Carlos

A CORRIDA DA FÉ – HEB. 12:1,2

Uma das imagens que a Bíblia nos dá para entender a vida cristã é uma corrida. Não uma corrida de velocidade, mas uma corrida de velocidade, mas de distância, uma maratona. Hebreus 12:1 diz a que essa é uma corrida é uma maratona: “… corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta…”. No mundo natural, os corredores tem alguns requisitos que devem saber antes de correr uma maratona. Assim também é a corrida da fé. 1)Devem estar conscientes de que existe uma multidão de expectadores. Os expectadores são parte de uma torida a favor e uma torcida contra. Na corrida da fé, os crentes e os anjos de Deus são a torcida a favor, torcem incentivando e orando. O mundo e os demonios torcem contra, tentando distrair e colocando tropeços pelo caminho.
2) O “corredor deve desembaraçar-se de todo peso”. Podemos considerar um “peso” tudo aquilo que é desnecessário e contrário aos objetivos da corrida. Podem até ser coisas boas que porém estao fora do propósito. No caso da corrida cristã, a Biblia acrescenta “pecado” como um item que impedirá a vitória na corrida. 3) “Corramos com perseverança”. Como essa corrida é de longa distância, uma corrida de uma vida toda de fé, perseverança é um item indispensável. Não adianta correr bem por um tempo e depois parar. A linha de chegada é justamente a entrada no céu, parar antes é ser desqualificado. 4) Concentração é outro requisito indispensável para a vitória nessa corrida. Hebreus diz: “olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus”. Em Jesus encontramos toda a motivação necessária para atravessarmos as provações. Ele ja correu e venceu essa prova, e agora desfruta da alegria que lhe estava proposta.
Corramos com perseverança, sabendo que que Jesus já fez o sacrifício necessário para nossa vitória.
Pr. Joao Carlos