FÉ EM TEMPOS DE CRISE


FÉ EM TEMPOS DE CRISE
IS CAP 36 A 37

Introd: Toda crise é na verdade uma tentativa do mundo para estabelecer outro senhor na
              vida do cristão. O que está em jogo na crise é nossa fidelidade e dependencia do
              nosso Deus. Dessa maneira, a crise confronta de maneira profunda nossa fé, crise
              pode desestabilizar ou fazer nossa fé crescer. A crise nos obriga a tomar decisões
              e isso demonstra se a nossa mentalidade é cristã ou secular. Vamos analisar a crise
              do rei Ezequias e aprender.               
       
I –  UMA CRISE DE PROPORÇÕES CATASTRÓFICAS, CAP 36
  a – O inimigo conquistou tudo, só faltava Jerusalem que já estava cercada, 36:1,2
  b – O inimigo se apresenta como “sumo rei” 36:4a, e confronta tres áreas de nossa vida:
     b.1 Confronta nossa capacidade e nossas possibilidades, 36:5,6, 37: 11 a 13
     b.2 Confronta nossa fé em e tenta dizer que Deus não está conosco, 36:7a13; 37:10
     b.3 Se levanta e tenta levantar o povo contra seu líder, 36:14a20
      
2 –  A AÇÃO DA FÉ EM TEMPOS DE CRISE, CAP 37    
    a – Não devemos argumentar com o inimigo (ex:Eva), devemos nos humilhar, 36:21,22
    b – Devemos nos humilhar e entrar na casa (presença) de Deus, 37:1; 37:14  a 20
    c – Devemos consultar a Palavra de Deus pelo profeta, 37:2a5, Sl 139:16
       c.1 Devemos reconhecer nossa impossibilidade, 37:3
       c.2 Buscar em Deus a solução sabendo que Ele conhece o problema, 37:4
    d – A soberania de Deus sobre nossos inimigos e  problemas 37: 6a8; 26a29
       d.1 Assim diz o Senhor: não temas por causa das palavras, v.6
       d.2  Porei nele um espírito, ele voltara para sua terra e nela o farei cair, v.7,8; 33a38
    e – A benção de Deus sobre seu povo, 30 a 34
       e.1 Um sinal: provisão e fé em ação, v.30
       e.2 Lança raizes e ser produtivo, v.31,32
       e.3 Firmar-se na garantia da Palavra do Senhor, v.33,34

Conclusão: O ensino bíblico é que os tempos de crise servem para o exercício de
                     nossa fé. É nesse tempo que nosso conhecimento e intimidade com Deus
                     devem aumentar e na medida que isso acontece, nossos inimigos caem.
                     

PERGUNTAS

1 – Que areas de minha vida são afetadas em tempos de crise?
2 – Meus inimigos caem e eu sou abençoado em tempos de crise?

COMO CONHECER O SALVADOR

COMO CONHECER O SALVADOR
LUCAS 2:22 a 35

Introd: Os tempos de Simeão são similares ao nosso, muitos diziam ter a verdade de
              como conhecer a Deus, ex: os fariseus, saduceus e os interpretes da lei, porém
              eram somente religiosos. Assim também hoje ao invés de um conhecimento
              de Deus que vem do relacionamento com ele muitos vivem sòmente uma
              vida religiosa sem comunhão com Deus. O que impressiona é a facilidade
              com que podemos cair nisso.             
       
I – VIVENDO UM ESTILO DE VIDA AGRADÁVEL A DEUS,
  a – Justo  (integro, perfeito)  Luc 2:25; Gen 6:9
  b – Piedoso (misericórdia, compaixão) Luc 2:25; Luc 10:30
  c –Vivia uma expectativa, uma esperança (Jesus) 2:25
  d – Vivia em submissão ao Espírito Santo (estava sobre ele) Luc2:25, 27
   e – Vivia em comunhão com o Espírito Santo, Luc 2:26, Jer 33:3
    
2 – VIVENDO PELA REVELAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO, LUC 2:26 a 33     
    a – Revelação é trazer a luz algo oculto, Luc 2:26
    b – Revela a vida. o Seu poder sobre a morte, Luc 2:26, João 1:4
    c – Revela o plano de Deus (ver o ungido) 2:26
    d – A revelação é o que te coloca no teu destino, Luc 2:27
    e – A revelação é que torna as promessas em realidade, Luc 2: 28 a 30
    f – A revelação expande o entendimento, Luc 2: 31,32

Conclusão: Nossa revelação traz revelação para os outros, v.33,
                    nos torna abençoador v.34, e nos torna profetas, v.34,35


PERGUNTAS

1 – Meu estilo de vida confirma que conheço e amo a Jesus?
2 – Qual o tipo de relacionamento que tenho com o Espírito Santo?

FIDELIDADE: NOSSA RESPOSTA A DEUS


FIDELIDADE: NOSSA RESPOSTA A DEUS

Introd: Fidelidade involve crer em algo e confiar em alguém. Como cristãos nossa 
              fidelidade está primeiramente relacionada com confiar em nosso Deus e 
              crer que Sua palavra é verdadeira. Isso é o que vai desenvolver nosso caráter
              cristão. Fidelidade significa viver o plano que Deus tem para nós, fidelidade 
              é a fé em ação, Heb 11:6.  Fidelidade é um fruto do Espirito Santo, Gal 5:22.
       
I – FIDELIDADE É RESPOSTA AOS DEZ MANDAMENTOS, EX 20:1 a 17
  a – Os dez mandamentos são a expressão do caráter de Deus.
  b – Fidelidade é a expressão do AMOR: A Deus e ao próximo.
  c – Fidelidade nos posiciona para que  Deus nos cuide, Sl 37:28
   d – Fidelidade acumula as bençãos de Deus sobre nós, Prov 28:20a
    
2 – O REINO DOS CÉUS E A FIDELIDADE, MT 25:14 a 30
      No reino dos céus a fidelidade é um item indispensável  
    a – O reino dos céus é baseado na fidelidade:
         a.1 Somos despenseiros do reino de Deus, 1 Cor 4:1,2; 1 Pe 4:10
    b – A fidelidade requerida vem da justiça de Deus:
        b.1 Ele confiou os seus bens, Mt 25:14b
        b.2 Ele requer segundo a capacidade que deu a cada um, Mt 25:15b
        b.3 Ele vai pedir contas do uso dos seus bens, Mt 25:19
     c – Precisamos BUSCAR em primeiro lugar o reino e sua justiça, Mt 6:32
     d – Nossa busca revela onde está nosso coração, Mt 6: 20,21
     e – É nosso compromisso com o reino que define nossa prosperidade, Mt 6:33b
        e.1 Abraão, Gen 13:2; Jacó, Gen 30:43; Barzilai, 2 Sam 19:32; Luc 12:16 a 21

Conclusão: A fidelidade que o Espírito Santo produz em nós tem um objetivo:
                     Nos habilitar para vivermos a plenitude do reino de Deus.

PARA CONVERSAR:

1 – Segundo o padrão do reino de Deus, como estou vivendo o “ítem fidelidade”?
2 – O que farei para aumentar minha fidelidade em relação ao reino de Deus?