AVIVAMENTO E LOUVOR

AVIVAMENTO E LOUVOR
II CRO 20:19 A 30

Introdução:  Nós fomos criados para a Glória e Louvor de Deus. Quando 
entramos no avivamento, o louvor se torna a principal atividade de nossa vida, 
se torna um estilo de vida para nós. Não há avivamento sem louvor e não há 
verdadeiro louvor sem avivamento.      
                      
 I – O LOUVOR DEPENDE DA NOSSA DECISÃO, 20:19 a 21
a)      O louvor deve ser o melhor da nossa capacidade  (v.19).
b)      O louvor deve nos levar ao encontro do que Deus tem pra nós (v.20a).
c)      O louvor deve vir de nossa fé em Deus (v.20b).
d)     O Louvor nos leva a uma posição de segurança (v.20b).
e)      O louvor nos leva à encontrar a prosperidade de Deus (v.20b).
f)       O louvor requer vestes apropriadas, posicionamento e conteúdo (v.21)

II – O LOUVOR LIBERA A AÇÃO DE DEUS, 20:22 a 24
a)      O louvor levanta O Senhor contra nossos inimigos (v.22a).
b)      O louvor faz o Senhor desbaratar nossos inimigos (v.22b).
c)      O louvor faz Deus confundir o inimigo (v.23).
      d)  O louvor nos dá vitória numa luta que não lutamos (v.24)

III – O LOUVOR TRAZ A VERDADEIRA PROSPERIDADE 20:25.
a)      O louvor nos dá o despojo de nossos inimigos (v.25).
b)      O louvor nós dá mais do que podemos levar (v.25).
c)      Leva muito tempo para podermos possuir tudo (25)

IV – OS RESULTADOS DO LOUVOR, 20:26 a 30
a)      O resultado do louvor conduz a mais louvor, a benção toma lugar (v.26)
b)      O resultado do louvor é alegria e gratidão ao Senhor (v.27)
c)      O resultado do louvor é apego à Casa de Deus (v.28)
d)     O resultado do louvor é seremos temidos pelo inimigo (v.29)
e)      O resultado do louvor é paz e repouso completo (v.30)

Conclusão: O louvor torna Deus e centro de nossas vidas, quanto mais 
o conhecemos mais o louvamos e dessa maneira continuamos no avivamento .

PERGUNTAS PARA O GRUPO:

1 –  Na minha vida, o louvor pertence a Deus?
2 –  Se não, quais as duas coisas principais que me impedem?
3 –  Quais as duas coisas que farei para tirar os impedimentos?

ORAÇÃO QUE PRODUZ AVIVAMENTO

ORAÇÃO QUE PRODUZ AVIVAMENTO
II CRONICAS CAP 20

Introd: Li um livro chamado ORAÇÃO: A CHAVE DO AVIVAMMENTO. 
              Oração é uma ordem bíblica não uma opção. Porém a questão 
              é: "qual a oração que funciona,  que produz um avivamento"? 
              Vamos examinar isso no texto acima.

I – A ORAÇÃO QUE VEM DO TEMOR PRODUZ AVIVAMENTO, 20: 1 a 4
  a – A oração do temor pode vir por motivações diferentes:
    a.1 – A melhor motivação é o amor, II Cron. Cap 17:3,4
    a.2 - Outra motivação é o medo, Cap 20: 1 a 4
  b – A oração que vem do temor produz quebrantamento, v.3
  c – A oração que vem do temor produz dependência de Deus, v.4

II – ORAÇÃO QUE RECONHECE DEUS PRODUZ AVIVAMENTO, CAP  20:5 a 9
   a – Reconhece como Deus dos nossos pais, v.5, 6a
   b – Reconhece como Deus dos céus, 6b
   c – Reconhece o poder de Deus, v.6c
   d – Reconhece as obras de Deus, v.7
   e – Reconhece os propósitos de Deus, v. 8,9

III - ORAÇÃO DE DEPENDÊNCIA A DEUS PRODUZ AVIVAMENTO, 20:10 a 13
    a - Oração de dependência reconhece a Soberania de Deus, v.10
    b - Oração de dependência entrega o problema a Deus, v.11
    c - Oração de dependência confia na justiça de Deus, v.12
    d - Oração de dependência produz esperança, v.13
    e - Oração de dependência traz resposta pela presença do Espírito Santo, v.14 a 17
       e.1 - O Espírito Santo traz segurança, v.15a
       e.2 - O Espírito Santo traz revelação, v.15b
       e.3 - O Espírito Santo traz direção, v.16
       e.4 - O Espírito Santo traz estratégia, v.17

Conclusão:  v.18 - Entäo Jeosafá se prostrou com o rosto em terra, e todo o Judá e os moradores de Jerusalém se lançaram perante o SENHOR, adorando-o.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Em comparação com o texto acima, como tenho orado?
2 – Quais são as duas coisas mais importantes pelas quais não oro efetivamente?
3 – Quais as duas coisas  mais importantes que farei para acertar minhas orações?

AVIVAMENTO E A PALAVRA DE DEUS

AVIVAMENTO E A PALAVRA DE DEUS
NEEMIAS CAP. 8

Introdução:  Não há avivamento sem a Palavra de Deus. Somos incapazes de ver nossa própria        condição por nós mesmos, precisamos do “espelho”da Palavra de Deus para vermos a realidade da nossa situação.
 I – AVIVAMENTO COMEÇA COM SEDE GERAL PELA PALAVRA DE DEUS, 8:1 a 8
a)      Sede da Palavra de Deus produz busca (v.1).
b)      Sede da Palavra de Deus tem a capacidade de reunir todos (v.2).
c)      Sede da Palavra produz atenção indeterminada (v.3).
d)     Sede da Palavra de Deus produz reverencia (v.5).
e)      Sede da Palavra leva a concordância com ela, a adoração e humilhação a Deus (v.6).
f)       Para saciar a sede da Palavra é necessário entendê-la (v.8).

II – A PALAVRA DE DEUS PRODUZ CONVICÇÃO E QUEBRANTAMENTO, 8:9 a 12
a)      O choro do quebrantamento é a manifestação do arrependimento (v.9).
b)      Arrependimento deve levar à consagração que termina o choro (v.9 a 13).
b.1) Alegria do Senhor é a força (v.10)
b.2) Alegria deve se manifestar com festa (v.10)
b.3) Alegria está ligada com o ato de dar (v.10)
       c)  A Santidade está ligada a Alegria (v.11,12)

III – AVIVAMENTO PRODUZ VONTADE DE PRATICAR A PALAVRA 8:13 a 18.
a)      O cumprimento da Palavra deve começar pelos líderes (pentecoste)(v.13,14).
b)      O cumprimento da Palavra deve ser ensinado a todos (v.15,16).
c)      O cumprimento da Palavra resgata princípios e traz alegria (v.17)

Conclusão: A meditação na Palavra deve ser algo continuo, 8:18

PERGUNTAS PARA O GRUPO:

1 –  Estou buscando conhecer a Palavra de Deus?
2 –  Se não estou, quais as duas coisas principais que me impedem?

3 –  Quais as duas coisas que farei para tirar os impedimentos?

O PREÇO DO AVIVAMENTO

O PREÇO DO AVIVAMENTO
ATOS 16:12 A 40
Introdução: Avivamento é algo que começa em Deus, mas existem algumas condições humanas que permite o avivamento acontecer. É plano de Deus que o avivamento seja constante em nosso meio, e para isso Ele ja fez sua parte: enviou o Espírito Santo. A pergunta agora é: como nos posicionamos para receber o avivamento? Abaixo estão algumas condições que percebemos no avivamento da cidade de Filipos.

I – AVIVAMENTO É PRECEDIDO POR ORAÇÃO FERVOROSA, Atos 16: 12 a 16a
    a – Quando oramos Deus começa a mover as circunstâncias,  v.13
    b – Quando oramos Deus produz conversões genuínas, v. 14 a 16
       b.1 - Deus abre o coração das pessoas para entenderem o Evangelho, v.14
       b.2 - Os convertidos querem obedecer ao Senhor,  v.15a
       b.3 - Os convertidos querem viver uma vida Cristã genuína, v. 15b
     c - A oração que precede o avivamento é perseverante, v.16
II – AVIVAMENTO É PRECEDIDO POR  AUTORIDADE ESPIRITUAL 16: 16 a 18
    a – Autoridade Espiritual agita o reino das trevas, v.16
      a.1 - O mundo jaz no maligno (1 Joao 5:19), v.16b
    b – Espiritos malignos tentam fazer confusão (1 Joao 4:1), v.17
    c -  Precisamos discernimento e exercício de autoridade espiritual, v. 18
III – AVIVAMENTO É PRECEDIDO POR TRIBULAÇÃO, 16:19,24
    a – Tribulação vem quando quebramos o poder das trevas(retaliação), v.19
    b – Tribulação as vezes usa o sitema de justiça humana, v.20a21
    c – Tribulação pode causar sofrimento(Tiago 5:10; Atos 14:22) , v.22 a 24 
IV – AVIVAMENTO É PRECEDIDO POR ADORAÇÃO GENUINA, 16: 25 a 40
    a – Adoração genuína nao depende de circunstâncias nem de lugar, v.25
    b – Adoração genuína traz  salvação e libertação para todos, v.26 a 34
    c – Adoração genuína traz paz além do entendimento (ninguém fugiu)
    d - Adoração genuína produz senso de justiça, v. 35 a 40

Conclusão: Salvação e vida cristã genuína são os frutos do avivamento

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 - Os frutos produzidos pela minha vida expressam uma salvação genuína?
2 – 2 coisas que impedem que minha vida manifeste frutos genuínos.

3 – 2 que farei para remover os impedimentos para uma vida genuína

AVIVAMENTO E CONVERSÃO

AVIVAMENTO E CONVERSÃO
SALMO 51

Introdução: Avivamento e o ato de Receber vida de Deus em áreas mortas de nossa vida, como está descrito            
                      em Ezequiel cap. 37. Precisamos receber vida em certas áreas porque nascemos em pecado Sl   
                      51:5. Conversão é o ato de mudarmos de direção quando Deus confronta áreas da nossa vida que não 
                      estão em sintonia com ELE. A conversão incluiu dois elementos: 1- arrependimento, 2- fé.

I – TUDO COMEÇA COM A BONDADE E MISERICÓRDIA DE DEUS, SL 51:1 a 11
   a – Por causa de Sua santidade e justiça Deus confronta nossos pecados, v1.5
   b -  Nossa responsabilidade é nos posicionarmos através da confissão e arrependimento
      b.1 - Pedir a Ele que apague nossas trangressões, v.1
      b.2 - Pedir para nos lavar e purificar nossa iniquidade e pecado, v.2,7
      b.3 - Reconhecer quem somos por nós mesmos e que ofendemos a Deus, v.3,4
   c – Nossa responsabilidade é nos achegarmos a Deus pela fé.
      c.1 - A fé consiste em ter convicção do nosso pecado mas aceitar que Deus nos recebe
      c.2 -  Ele ouve nossa confissão e vê nosso arrependimento, vs. 1 a 7
      c.3 -  Não nos lança fora nem retira de nós Seu Espírito Santo, v.11
      c.4 - Deus esconde Sua Face de nossos pecados, v.9   

II – TUDO CONTINUA COM O QUE ELE QUER FAZER EM NOSSA VIDA, SL 51: 8 A 17
    a – Criar em nós coração puro e renovar um espírito reto, v.10
    b – Fazer-nos ourvir júbilo e alegria para curar nossas feridas, v.8
    c -  Tornar a nos dar alegria da salvação e um espírito voluntário, v.12
    d – Nos livrar dos crimes de sangue, v.14
    e - Abrir nossos lábios para entoarmos louvor, v.15

III - TUDO TERMINA COM NOSSA AÇÃO PARA DEUS
     a - Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão, v.13
     b - minha língua louvará altamente a tua justiça, v.14
     c - um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus, v.17
   
Conclusão:  Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não                                      desprezarás, ó Deus.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 – Tenho consciência de que estou me convertendo a Deus?
2 – Se não estou, quais as duas cois principais que me impedem?

3 – Quais as 2 coisas mais importantes que farei para reverter minha situação? 

COMO PRODUZIR UM AVIVAMENTO

COMO PRODUZIR UM AVIVAMENTO
2 REIS CAP 22 E 23; 2 CRO CAP 34 E 35

Introdução:  Josias começou a governar em um dos piores tempos espirituais do povo de Deus. Tamanho era o desvio que o povo que adorava a Baal, postes ídolos, o sol, a lua, os demais planetas, o exército dos céus, moloque, cavalos dedicados ao sol, carros do sol, astarote, quemos, milcom (22:4 a 16).  Josias não só começou a fazer as coisas de acordo com a Palavra de Deus como também destruiu e profanou todas as abominações contra o Senhor.

I – ONDE  COMEÇA UM AVIVAMENTO,  2 REIS 22:3 A 23:3
   a – Começa com uma busca pessoal de Deus,(16 anos) 2 Cro 3:4
   b – Continua com o interesse pela restauração da casa de Deus (26 anos), 2 Reis 22:3.
   c – Segue com a descoberta da Palavra de Deus e obediencia a ela 2 Reis 22: 8 a 23:3
      c.1 – A leitura deve produzir quebrantamento e humilhação, 22:11,19.20
      c.2 – Deve estimular a consultar o Senhor para saber Sua vontade, 2 Reis 22:12 a 15
      c.3 – Não deve desanimar com as coisas ruins, 22:16,17
      c.4 – Deve considerar a bondade e justiça de Deus, 22: 18 a 20
      c.5 – Deve INCLUIR TODOS DEBAIXO DA SUA AUTORIDADE NA ALIANÇA, 2 Reis 23: 1 a 3
II – COMO CONTINUAR O AVIVAMENTO, 2 REIS 23:4 A 28
    a – Continua com O PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO INTERNO, 2 Reis 23:4 A 7
      a.1 – Santificação da casa de Deus, 23:4
      a.2 – Tira os postes ídolos da casa do Senhor, 23:6,11,12
      a.3 – Acabar com a prostituição cultual na casa do Senhor, 23:7
      a.4 - Continua com a destituiçãos dos ministros infiéis, 2Reis 23:5,20,24
    b – Segue com o PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO EXTERNO, 2 Reis 23:10, 13 a 20
       b.1 – Acaba com os lugares do sacrifício dos filhos e filhas, 23:10
       b.2 – Destroe profana lugares de adoração a outros Deuses, 23:13 a 15, 19
       b.3 – Mantém aquilo que honra a Deus, 23:16 a 18
III –  RESTABELECE OS ATOS DE ADORAÇÃO E ALIANÇA COM SENHOR, 23: 21 a 23
   a -  Celebra a pascoa como está escrito na Bíblia, 23:21
   b -  Faz as coisas de maneira excelente como nunca foi feito antes,23:22
   c –  Fez isso até quando tinha 26 anod de idade, 23:23
   d –  Nunca houve alguém igual a ele, nem antes nem depois, 23:25

Conclusao: Como ficará escrito a história de nossa vida de relacionamento com Deus?

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 – Minha consagração ao Senhor é de todo meu coração ou ainda estou dividido?
2 – Como está meu culto a Deus? É puro ou ainda é misturado com o mundo?

3 – Para quem meus filhos e filhas estão sendo sacrificados, para Deus ou para Moloque?

NOSSA IDENTIDADE E NOSSAS OBRAS COMO PROFETAS

NOSSA IDENTIDADE E NOSSAS OBRAS COMO PROFETA
NÚMEROS CAP. 22 A 24

Introdução: Somos comissionados e enviados por Jesus para fazer Sua obra, Mt 28:18 a 20. São 3 os ofícios de Jesus que devemos exercer sobre a terra em Seu nome e Seu poder: SACERDOTE, PROFETA E REI. Através desses tres ofícios, toda a obra de Jesus é realizada sobre a terra.Porém se colocarmos nosso coração nas ofertas do mundo, trazemos confusão para nossas vidas. A diferença entre o Ofício de profeta e o don de Palavra de Profecia. Vamos aprender  sobre nosso OFÍCIO DE PROFETA com o profeta Balaao.

I – O MUNDO SABE PARCIALMENTE QUEM SOMOS E QUER NOS USAR, 22:1 A12
   a – Quem abençoarmos será abençoado 22:6
   b -  Quem amaldiçoarmos será amaldiçoado. 22:6
   c – Somos sòmente instrumentos, a vontade que se cumpre é a do Senhor, 22:12
   d – O Mundo se dispões a nos pagar para obter nossa participação, 22:7
   e – As vezes ficamos iludidos com o que o mundo oferece, mas Deus tem uma perspectiva clara, 22: 8 a 12

II – A TENTAÇÃO TRAZ  CONFUSÃO QUANTO A NOSSA IDENTIDADE E MISSÃO, 22: 13 a 22
    a – O Senhor recusa deixar-me ir, 22:13
    b – O mundo coloca pressão, aumenta a tentação, 22:15 a 17
    c -  Sabemos a vontade do Senhor mas nosso coração pende para o mundo, 22: 18 a 21
    d – Dessa maneira nos colocamos debaixo da IRA DE DEUS, 22:22
   

III – RESULTADOS DA CONFUSÃO, 22: 23 a 35
     a – Não enxergamos o perigo em que estamos, 22:23
     b – Ficamos dependentes de decisão feitas por outras fontes a nosso favor, 22:23 a 27
     c – Nossa ira nos deixa insensíveis para o o que está acontecendo, 22:27 a 30
     d –Só o Senhor para nos mostrar nossa situação, 22:30 a 33
     e – Depois que deixamos a tentação se alojar é difícil tirá-la do coração, 22: 34,35

IV – O MUNDO NOS TORNAMOS PROFETAS SEM HONRA, 22: 36 a 23:11
     a – Não posso eu honrá-lo?, 22: 37
     b – Participante da comida da mesa do inimigo, 22:39,40
     c – Altar levantado e sacrifícios oferecidos sem CONSAGRAÇÃO, 23:1,2
     d – Obediência sem CORAÇÃO E  SEM COOPERAÇÃO, 23: 3 a 5
     f - Benção pronunciada sem PAIXÃO, 23:6 A 10; 17 a 27;
     e – Fazendo a vontade de Deus, mas debaixo do trabalho do inimigo, 23:11

V –  FINALMENTE COMEÇANDO A ENTENDER AS COISAS, 24:1 a
    a – Não foi desta vez como antes, 24:1
    b – O Espírito veio sobre ele, 24:2
    c – Recobra a identidade e a missão, 24:3,4
    d – Aprecia a bondade de Deus sobre seu povo, 24:5 a 9
    e – Perde e rejeita as riquezas mundanas, 24:10,11
    f – Executa sua missão de estabelecer o juizo de Deus, 24: 14 a 25
    g – Mas deixa desgraça para o povo de Deus, Num 31:16; Apoc 2:14
    h – Morre sob juizo de Deus, Num 31:8

Conclusão:  QUE TIPO DE PROFETAS SOMOS NÓS?

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 – Tenho consciência de que sou um(a) profeta de Deus?
2 – Quais são as 2 coisas mais importantes que estão me fazendo igual a Balaão?

3 – Quais as 2 coisas mais importantes que farei para reverter minha situação? 

ESTABELECENDO A JUSTIÇA DE DEUS

ESTABELECENDO A JUSTIÇA DE DEUS
GENESIS 18: 16 A 33
Introdução: Deus é um Deus 100% justo e ao mesmo tempo 100% amoroso. Ao mesmo tempo em que Ele vem a nós para fazer cumprir as suas promessas, também vem para entrarmos em acordo com Ele para estabelecer sua justiça. As perguntas mais importantes são: “QUEM SOMOS NÓS” para que Deus faça as coisas dessa maneira? “O QUE DEVEMOS FAZER” para que Suas promessas se cumpram em nós?

I – DEUS FAZ AS COISAS COM BASE EM QUEM SOMOS, 18: 16 A 19.
  a – Somos os hospedeiros e devemos ENCAMINHAR o Senhor, v.16
  b – Deus não oculta de nós o que vai fazer,  v.17
     b.1 – Somos parte de uma poderosa nação, v.18a
     b.2 – Somos bençãos para todas as nações da terra, v.18b
     b.3 – Somos escolhidos para ordenar a nossa descendência para: v.19
        b.3.1 – Guardar o caminho do Senhor
        b.3.2 – Praticar a justiça e o juízo
        b.3.3 – Fazer vir sobre nós o Senhor falou a nosso respeito

II – DISSE MAIS O SENHOR, 18: 20 A 22
   a – O clamor do que é pratica na terra sobe ao Senhor, v.20
   b – O pecado se agrava muito, v.20
   c – O Senhor executa sua justiça com precisão, v.21
   d -  Não permite que injustiça aconteça, v.21

III – PERMANECENDO NA PRESENÇA DO SENHOR, 18: 22 A 33
     a -  Anjos executam ordens, mas não intercedem, v. 22
     b – Nós devemos permanenecer na presença do Senhor para intercessão, v.22
     c – Nossas intercessão deve ser baseada no amor e na justiça de Deus, v. 23
     d – Deus não destruirá justo junto com o ímpio, v, 23 a 25
     e – O Senhor poupa pela nossa intercessão e pelo seu amor, v.26 a 32
     f – O Senhor para quando paramos, v.33
    
Conclusão: Quem somos nós? Somos um povo poderoso que tem intimidade com o Senhor. O que devemos fazer? Somos escolhidos para guardar o caminho do Senhor, praticar a justiça e o juizo, fazer vir sobre nós as promessas do Senhor e somos levantados como intercessores e insrumentos para trazer a justiça de Deus sobre a terra.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 – Já estou vivendo a realidade que a Palavra de Deus declara sobre quem sou e o que faço?
2 – Quais são os dois maiores motivos pelos quais não estou vivendo?

3 – Quais as dua coisas mais importantes que fareí para me posicionar para viver?

NATAL: MODELO DE NASCIMENTO

NATAL: MODELO DE NASCIMENTO
Lucas 1: 26 a 56

Introd. Através do nascimento de Jesus podemos entender nosso nascimento. A verdadeira mensagem do natal é essa: Em Jesus temos um modelo do nosso nascimento no Reino de Deus.

I – TUDO COMEÇA EM DEUS, 1: 26 a 28
     a – Revelação enviada por Deus, v.26
   b – Para um destinatário específico, v.27
   c – A mensagem: Alegra-te muito favorecida, v.28
   d – O Senhor é contigo, v. 28

II – A INTERPRETAÇÃO DA MENSAGEM VEM DE DEUS, 1:29 a 33
    a – A revelação de Deus nos perturba, v. 29
    b – Não temas, v.30 a 33
       b.1 -  ACHASTE graça diante de Deus, v.30
       b.2 – Uma nova vida será gerada em voce, v.31
       b.3 – O nome dele será Jesus, v.31
       b.4 – Ele será chamado Filho do Altíssimo, v.32
       b.5 – O Senhor lhe dará o trono de Davi seu pai, v.32
       b.6 – Seu reino será eterno, v. 33

III -  QUAL SERÁ O PROCESSO? 1: 34 A 37
     a – O Espírito Santo te envolverá com tua sombra v.35
     b – O ente santo que nascer será chamado Filho de Deus, v.35
     c – Deus gerá filhos de gente estéril, v. 36
     d – Porque não haverá impossíveis para as promessas de Deus, v. 37
     e – Faça-se em mim segundo a Tua Palavra, v.38
     f -  E o Anjo se aunsetou dela, v. 38

Conclusão: O nosso novo nascimento começa em Deus, Ele é o que faz a ação pois somos estéreis, quer dizer, estamos mortos em nossos pecados. Depois vem nossa concordância com o propósito e as promessas de Deus: Faça-se em mim segundo tua vontade.

PERGUNTAS
1 – O que estou fazendo com meu convite: indo para a festa ou ocupado com outras coisas?
2 – Quais são as duas principais coisas que estão me desqualificando?

3 – Quais as duas coisas mais importantes que farei para não ser desqualificado? 

COMO HOSPEDAR A PRFESENÇA REVELADORA DE DEUS

COMO HOSPEDAR A PRESENÇA
REVELADORA DE DEUS
Hebreus 18:1 A 16

Introd. Nosso Deus é um Deus pessoal, Ele nos revela seus projetos pessoais para nós através de relacionamento. A pergunta é: como nos preparamos para HOSPEDAR Sua presença quando Ele chega com nossa revelação?

I – A HOSPEDAGEM DE ABRAÃO, 18: 1A 8
     a – A iniciativa da visita é de Deus, v.1,2
   b – Hospedando com excelencia: v. 3 a
       b.1- Não passe o Senhor de teu servo, v.3 a 8
       b.2 – Lavar os pés, v.4
       b.3 – Descanso, v.4   
       b.4 – Comam pão, v. 5
       b.5 – Preparação para continuar o caminho, v.5
    c – Prioridade na hospedagem, v.6 a 8
       c.1 – Pressa na provisão das necessidades dos hóspedes, v.6
       c.2 – Pão fresco para os hóspedes, v.6
       c.3 -  Carne de primeira, v7
       c.4 – Mesa preparado, Abraão a postos para servir, v.8

II – A HOSPEDAGEM DE SARA, 18:9 a16
    a – Onde está Sara? v.9
    b -  Ouve de longe sua parte da benção, v.10
    c – Riso incrédulo sobre sua promessa, v.12
    d – O Senhor confronta a incredulidade, v.13,14
    e – Medo que leva a mentira, v.15

Conclusão: Como hospedamos ao Senhor define nossa alegria e contentamento. Não podemos realmente apreciar aquilo para o que não abrimos o coração. Mas Deus é fiel e cumpre suas promessas.
PERGUNTAS
1 – Tenho hospedado a presença reveladora de Deus?
2 – Que me tem impedido de hospedar melhor sua presença?

3 – Quais as 3 coisas que farei para hospedá-lo melhor?