OLHOS PARA VER
 
Luc 24:13 a 48 

Introdução:  A única realidade que podemos saber é aquela que consiste da construção do
                       mundo interno que criamos, isto é, do que colocamos em nossa alma. Porisso
                       a biblia que " ... não vos conformeis com este século, mas transformai-vos
                       pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa,
                       agradável e perfeita vontade de Deus", Rom 12:2 . 

I – O QUE OCUPA NOSSA ALMA DECIDE O QUE VEMOS, 24:13 a 24
   a – Uma conversa que revela o mundo interno dos discipulos, v. 13 e 14
   b – A conversa revela um mundo interno de tristeza, v. 17b
   c – Uma conversa sobre os últimos acontecimentos, v.18
   d – Uma conversa negativa, sobre morte, v. 19,20
   e – Uma conversa sobre a morte da esperança, v.21
   f - Uma conversa com base na incredulidade, 22 a 24
   g - Essa mentalidade impede de reconhecer que Jesus está conosco, v.15,16      

II – NOSSA ALMA DEVE VER COM BASE NA PALAVRA DE DEUS, 24: 25 A 27
    a – Nada do que acontece está fora do controle de Deus.
    b – Não vemos isso porque somos tolos e lerdos para crer, v.25
       b.1 – Deus não faz as coisas por acaso: Ele seque um plano, v.26
       b.2 – Estamos em meio a um plano GRANDE, que tem começo, meio e fim, v.27
       b.3 – Jesus é o centro desse plano, v.27   

III –  A DECISÃO DE CONVIDAR JESUS É NOSSA, 24: 28 A 48
   a -  Muitas vezes a percepção espiritual não é captada pela mente, v.32
   b -  Mas nossa responsabilidade é fazer o convite pra Jesus ficar, v.28,29
      b.1 – A revelação vem depois de recebermos Jesus, 30,31
      b.2 – É a revelação que faz a nosssa alma enxergar, v.31,33
      b.3 – A revelação nos leva a mais entendimento, v.34,35,36
   c -  É a revelação que transforma nossas mentes, v. 37 a 48
      c.1 - Livra nossas mentes do medo, perturbações e dúvidas, 37 a 38
      c.2 - É o conhecimento de Jesus que muda nossa mente, 39 a 43
      c.3 - A mudança de mente vem pelo conhecimento do plano de Deus v.44 a 48 

 Conclusao:  Nossa alma é o que a Bíblia chama "CARNE". Há dua maneira de vermos as coisas: pela carne ou pelo Espírito. Como estamos vendo? 

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO 
 
1 – Como estou vendo as coisas: pela carne, ou pelo Espírito?
2 – O que tem me impedido de ver as coisas pelo Espírito?
3 – Dua coisas principais que farei para começar a ver as coisas pelo Espírito?

PLANO PARA ATIVAÇÃO DE NOSSA BENÇÃO


PLANO PARA ATIVAÇÃO DE NOSSA BENÇÃO
Gen 24: 1 a 51 

Introd: Como vimos no estudo anterior, temos que Receber a Palavra de Deus, Crer na Palavra e Confessar a Palavra. Confessar significa nos movermos baseados na Palavra que veio de Deus. Isso muitas vezes requer um plano de ação como o de Abraão que vemos abaixo.   

I – AS BASES PARA NOSSOS PLANOS, Gen 24:1 a 9
    a – Não podemos agir fora da Palavra de Deus que já sabemos, 24:1a4
    b - Temos que ter cautela para não mudarmos o padrão, 24: 5a7
       b.1 Em meio a incerteza, temos que ficar com o que Deus nos falou, 24:7
    c - Sòmente ficamos desobrigados se Deus não cumprir as promessas,
          mesmo assim nao mudamos padrões, 1:8,9  

II – COMO NOS MOVEMOS PARA ATIVAR NOSSA BENÇÃO, Gen 24:10 a 25
    a – O primeiro componente deve ser a demonstração da glória de Deus, 24:10    
    b – O segundo componente e fazermos o que é natural, 24:11
    c – O terceiro componente  é colocar o plano debaixo da soberania de Deus, 24:12a13
    d - O quarto componente é elaborar uma estratégia inequívoca, 24: 14 a 16
    e - O quinto componente é se mover na estratégia proposta com atenção, 24:17 a 25
       e.1 Permanecer de maneira consciente no que planejou, v. 17 a 20
       e.2 Observar se o plano está dando certo, v. 21
       e.3 Compartilhar a glória do Senhor , mover adiante, v. 22 a 25 

III - COMO COMPLETAMOS A ATIVAÇÃO, 24: 26 a 50
     a - Adoramos quando obtemos a resposta, 24:26
     b - Reconhecemos a begnidade e a provisão de Deus, 24:27
     c - A glória demonstrada prepara o caminho,  24:28 a 32
     d - Não perdemos o foco, o propósito, 24: 33 a 48
     e - A ativação é completada,  24:49 a 51
     f - A ativação termina com adoração e demonstração da glória, 24: 52 a 61 

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO: 

1 – Voce já tem um plano para ativar as tuas bençãos?
2 – Quais são os dois maiores empecilhos que estou enfrentando  para ativar minha benção?
3 – 2 Coisas mais importantes que farei para  retirar os empecilhos.

ATIVANDO AS PROMESSAS PELA CONFISSÃO


ATIVANDO AS PROMESSAS PELA CONFISSÃO

Mt: 10:32 - Mc 11:22a24 - Rom 10:8a13 

Introd: Uma das coisas que nos paralizam é a falta do entendimento de como a vida cristã 
              deve funcionar. O entendemos que devemos viver pela fé, porém não entendemos
              como a fé funciona. Nesta palavra quero compartilhar sobre os tres elementos de
              uma fé funcional, com ênfase no segundo e terceiro elemento: 1- Ouvir a Palavra
              de Deus, 2- Crer na Palavra de Deus, 3- Declarar a Palavra de Deus 

I - OUVINDO A PALAVRA DE DEUS, Rom 10:17 - Luc 5:1 a 6
    a – Duas palavras gregas para "Palavra de Deus":
       a.1 λογος - logos - Significa a Palavra de Deus usada como um ensino ou discurso     
       a.2 ρήμα -rema - Uma palavra específica dada para uma pessoa específica para uma     
             situação específica.
       a.3 A palavra em Romanos 10:17 é rema, a palavra que produz a fé em nós
    b - Exemplo de logos e rema em Luc 5:1 a 6
       b.1 5: 1 Jesus deu a palavra logos de Deus para a multidão
       b.2 5:5  Jesus deu a palavra rema para Pedro.
    c - É a palavra rema que inicia nossa fé, ex: Mc 11:22 a 24    

II – CRENDO NA PALAVRA DE DEUS, 2 Cron 2:20, Rom 10:9e10,
    a – No primeiro elemento recebemos a palavra que pode causar a fé em nós.
    b -  No segundo elemento vem a nossa responsabilidade de crer, 2 Cron 20:20
    c – Neste segundo passo devemos crer na palavra rema recebida, Rom 10:9,10
       c.1 A fé do coração é a que obtém justiça, v.10
       c.2 Vemos em Hebreus que o povo no deserto tinha a palavra mas nao
              creu, Heb 3:14 a 19
       c.3 "Crer" é o mesmo que receber, Joao 1:12 

III - CONFESSANDO A PALAVRA DE DEUS, Rom 10:8,9, Mc 11:22a24, Mt 10:32-33
     a - Confessar a Palavra de Deus, é confessar o que ELE declara,  Rom 10:8,9
     b - Confessar a palavra é determinar o futuro, Mc 11:22 a 24
     c - A nossa confissão condiciona o que Deus vai fazer, Mt 10:32,33
     d - Temos que guardar firme a confissão, sem vacilar,  Heb 10: 23 

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO: 

1 – Estou confessando a Palavra de Deus pra minha vida?
2 – Qual as duas principais coisas que estão me impedindo de confessar?
3 – 2 Coisas mais importantes que farei para  confessar.

ATIVANDO NOSSOS DIREITOS EM CRISTO
I Sam 1: 1 a 20 - 2:1 a 10-18 a 21 
Introd: Esse texto mostra que somos nós que ativamos tanto nossas misérias como nossas  
              bençãos. Também mostra que dependendo de nosso posicionamento ativamos uma
              benção ou muitas bençãos. 

I – COMO ATIVAMOS NOSSA MISÉRIA, 1 Sam 1:2 a 8
    a – Aceitando as casualidades da vida como palavra final sobre nós
       a.1 Crendo que a Penina é nossa rival, 1:2
       a.2 Crendo que a benção de nossos rivais demonstram nosso valor para Deus, 1:2
       a.2 Crendo que a benção de Deus se tornou maldição sobre nós, Gen 1:28, I Sam 1:6,7
    b - Deixando a maldade dos outros se tornar nossa realidade
       b.1 Aceitando a provocação que vem da inveja e ciume, 1:6
       b.2 Aceitando que a maldade defina nosso estilo de vida, 1:7
     c - Não reconhecendo as bençãos que temos, 1:8  

II – COMO ATIVAMOS NOSSO DIREITO EM CRISTO, I Sam 1: 9 a 18
    a – Ativação começa quando tornamos nosso caso conhecido no céu, 1:10 a 12
       a.1 Submeter o caso a Deus de maneira radical, envolvendo toda a alma, 1:10
       a.2 Submeter de maneira radical se envolvendo espiritualmente, 1:11
       a.3 Sumeter de maneira radical, estabelecendo um plano de ação, 1:11
    b – A ativação continua quando fazemos nosso caso  conhecido na terra, 1:12 a 19
       b.1 Nosso corpo é envolvido na ativação, 1:12
       b.2 Na terra a intensidade do nosso envolvimento pode não ser compreendido, 1:13
       b.3 Nossa responsabilidade e declarar na terra, 1:14 a 16
    e – A ativação é consolidade através de acordo, Mat 18:19, 1:17 

III - COMO ATIVAR DIREITOS DESCONHECIDOS, 1 Sam 2:1 a 10 - 18 a 21
     a - Tornando o Senhor o centro da sua vida, 2:1
     b - Santificando o nome do Senhor, 2:2
     c - Ensinando outros a reconhecer o Senhor (sendo testemunha), 2:3
     d - Tornando conhecidas as obras do Senhor, 2: 4 a 10 

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO: 

1 – Estou ativando minha misérias ou minhas bençãos?
2 – Qual as duas principais coisas que estão me impedindo de ativar minhas bençãos?
3 – 2 Coisas mais importantes que farei para  ativar minhas bençãos.

ATIVANDO NOSSO DESTINO


ATIVANDO NOSSO DESTINO
I Reis 19:15 a 21; II Reis 2:1 a 14 

Introd: Sabemos que Deus tem um destino para cada pessoas que vem ao mundo, porém as
             vezes  não estamos conscientes de que precisamos ativar nossos destinos. A
              ativação de nosso destino é claramente demonstrada através de toda a bíblia, e
              acontece de maneira diferente para cada pessoa. Veja como foi com Jesus em
              Mt 3:11 a 17, com Samuel em I Sam 3:1 a 19, com Elizeu em 2 Reis 2: 1 a 14,
              com Paulo em At 9: 1 a 20, COM Davi em I Sam 16:1a 13 e assim por diante.
              Vamos começar estudando como Elizeu ativou seu destino.  

I – NOSSO DESTINO VEM DE UMA DECISÃO DE DEUS I Reis 19: 15 a 21
    a – Nosso destino está ligado ao que Deus está realizando na história
       a.1 Elizeu foi profeta, Davi foi Rei, Asafe foi cantor, Bezalel artista (Ex 31:2a12)
    b – Nosso destino começa quando a unção é colocada sobre nós, 19:19, Mt 3:16, At 9:17
    c -  Depois de termos a unção, temos que nos posicionarmos, 19:20,21
       c.1 - Temos que abandonar coisas e correr atrás, 19:20
       c.2 - Não podemos ficar divididos, precisamos permanecer onde está a unção, 19:21 

II – DISCIPULADO PRECEDE A ATIVAÇÃO DE NOSSO DESTINO, I Reis 19:21
    a – Mais ou menos 6 anos como discipulo de Elias, I Reis 22:1
    b – Ver como Elias lidou com Acabe I Reis 21 e com Acazias, II Reis 1
    c – Precisa aprender a focar mais que tudo na unção, 2 Reis 2:1 a 8
    e – Precisa ter claramente estabelecido o que quer e se concentrar nisso, 2 Reis 2:9a13 

III - ASSUMINDO A NOVA IDENTIDADE, II Reis 2: 14 a 22
     a - Assumir a responsabilidade dos novos desafios baseado na nova identidade, v.14
     b - Assumir a nova identidade perante as pessoas, v15
     c - Viver de maneira coerente com a sua nova posição, v. 16 a 18
     d - Assumir sua responsabilidade sobre os desafios colocados a sua frente, v.19 a 22 

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO: 

1 – Já descobri qual é o meu destino?
2 – Qual as duas principais coisas que estão me impedindo de descobrir meu destino?
3 – 2 Coisas mais importantes que farei para  entrar em meu destino.