CONSAGRAÇÃO E A ALEGRIA COMPLETA

CONSAGRAÇÃO E A ALEGRIA COMPLETA
JOAO 15: 1 A 11

Introdução: Jesus disse que disse escreveu "estas coisas para que o meu gozo esteja em 
                     vós, e o vosso gozo seja completo". Ele estava falando das coisas que
                     estão nos versiculos 1 até o 10. Então como podemos nos consagrar
                     para termos a alegria completa de Jesus em nós?

I – A ALEGRIA DEPENDE DE ENTERDERMOS QUEM SOMOS, 15:1a3
   a – Somos parte organica de quem Jesus é, v.1
   b -  Quem cuida de nós para sermos produtivos é o Pai, v.1
   c -  A intenção do Pai é nos levar ao máximo de nosso potencial, v.2
   d -  O Pai já fez o que deveria ser feito, v.3

II – A ALEGRIA DEPENDE DE PERMANECERMOS, 15: 4a8
    a – A permanencia é a condição de sermos e darmos frutos, v.4
    b – Não existe possibilidade de sermos separados da videira, v.5
    c -  Se nos separarmos causamos uma mudança em nosso destino, v.6
    d – Se permanecermos entramos num relacionamento de vitória total, v.7
    e -  Se permanecermos promovemos a glória do Pai, v.8
       c .1 Através de nossos frutos
       c.2 Nos tornando díscipulos de Jesus
   
III - A ALEGRIA DEPENDE DA PERMANENCIA NO AMOR, 15: 9a11
     a - Permanecer no amor que já nos foi dado, v.9
     b - Guardar os mandamentos é a condição para permanecermos no amor, v.10
     c - Através de todas as coisas acima recebemos gozo completo, v.11
   
Conclusão:  A consagração que resulta em alegria completa é aquela em que
                     encontramos nossa identidade em Deus, permanecemos no destino
                     que Ele tem pra nós e não nos apartamos de Seu Amor.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Minha consagração está me levando a desfrutar da alegria completa de Jesus?
2 – Se não, quais as 2 principais coisas que me impedem minha consagração?
3 – Quais as 2 coisas mais importantes que farei para reverter minha situação? 

CONSAGRAÇÃO E A ALEGRIA DA RESSURREIÇÃO

CONSAGRAÇÃO E A ALEGRIA DA RESSURREIÇÃO
LUCAS 24: 36 a 52
                                                                                             
Introdução: De acordo com Jesus, sua ressurreição é o assunto central de todo o velho 
                     testamento, Lc 24:44. Ela é a razão pela qual podemos nos consagrar pois se 
                     Jesus não ressuscitou é vã a nossa fé, I Cor 15:14. Na verdade a
                     ressurreição de Jesus é a porta de entrada no Reino de Deus o qual é
                     justiça, paz e alegria no Espirito Santo, Rom 14:17. A alegria da
                     ressurreição significa todo o fim de toda angústia e o ínício de uma
                    vida de "grande júbilo". Na verdade a "alegria do Senhor é a nossa
                     força" Ne 8:10b.

I – A FALTA DE ALEGRIA IMPEDE A CONSAGRAÇÃO
   a - Os discípulos estavam perturbados e sem rumo.
      a.1 Pedro e um grupo tinha voltado a pescar
      a.2 Outros iam voltando pra casa totalmente deprimidos.          
   b – Sem a alegria mesmo Jesus dizendo "Paz" a dúvida permanece, v.36
   c -  Sem a alegria da ressurreição até a pessoas de Jesus causa surpresa e temor, v. 7,38
  
II - A ALEGRIA QUE PRODUZ  CONSAGRAÇÃO NÃO ACONTECE FACILMENTE
    a – É necessário ver, apalpar, verificar, v.39,40
    b – Necessita provas de várias maneira, v. 41 a 43
    c – É necessário repensar tudo o que já havia ouvido, v.44
    d - Requer que seja "aberto o entendimento" v. 45 a 47

III – A ALEGRIA QUE PRODUZ  CONSAGRAÇÃO  VEM QUANDO... 
    a -  Nossa missão e identidade são restauradas, v. 48
    b – Nosso poder é liberado, v49
    c - Nossas lembranças são renovadas, v.50     
    d - Quando fica claro que nossa conexão com o céu, v.51

Conclusao:  Então, eles, adorando-o, voltaram para Jerusalém, tomados de grande júbilo e
                     estavam sempre no templo, louvando a Deus, v.52,53.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 – Minha consagração vem da alegria da ressurreição?
2 – Quais são as duas coisa maiores que impedem minha alegria da ressurreição?
3 – Duas coisas principais que farei para remover os obstáculos e me consagrar com alegria?

CONSAGRAÇÃO PARA AS OBRAS DE DEUS - 02

CONSAGRAÇÃO PARA AS OBRAS DE DEUS - 02
MATEUS CAP. 25: 14 A 29

Introdução:  As obras de Deus a que nos referimos neste estudo estão relacionadas com
                       nossa salvação. São as obras de nossa fé que fazemos em resposta ao 
                       oferecimento da graça de Deus. Essas obras são a expressão da nossa fé 
                       viva necessárias para a salvação. EXPRESSAM NOSSO NOVO 
                       NASCIMENTO: " Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto
                       não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que
                       ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus
                       para boas Obras, as quais Deus de antemão preparou para que
                       andássemos nelas" Ef  2:9-10

I – OS SERVOS E OS TALENTOS. Cap 25:14 A 15
   a - O Senhor se ausentou do País, v.14
   b - O Senhor confia em seus servos, v.14
   c - O Senhor resolveu "depender"de seus servos, v.14
   d - O Senhor deu obrigações segundo a capacidade de cada um, v.15

II – MULTIPLICAR OU ESCONDER OS TALENTOS, 25: 16 a 18
     a - A Produção segundo a capacidade, v.16,17
     b - A decisão de esconder o talento, v.18 - Por que escondeu?

III –  O SENHOR VOLTA PARA O ACERTO DE CONTAS, 25: 19A
    a - Os dois resultados do acerto de contas mostra 2 tipos de servos: v. 20 a 29
    b - O acerto de contas é justo e leva os fiéis ao gozo do Senhor, v. 20 a 23 
       b.1 Servo bom e fiel, entra no gozo   
       b.2 Sobre o muito te colocarei    
    c - O acerto de contas é justo e leva o infiel ao choro e ranger de dentes, v 24-30
       c.1 Sabia que o Senhor é rigoroso, não quer envolvimento, v.24,26
       c.2 Tinha capacidade para dar aos banqueiros ou para enterrar, v 26, 27
       c.3 Porisso perdeu o que tinha e foi lançado nas trevas, 28 a 30
       
Conclusao:   Não temos escolha de se envolver ou não porque somos servos.
                      Não temos desculpa para não servir porque temos capacidade.
                      Servir ou não demonstra o que pensamos de Jesus.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Quantos talentos ja produzi com a capacidade que me foi dada?
2 – Quais são as 2 coisas mais importantes que me impedem de produzir?
3 – Quais as 2 coisas mais importantes que farei para produzir?