SE ALIMENTANDO DA PALAVRA:
INTIMIDADE COM DEUS – 10
I REIS CAP 17a21

Introdução: No estudo passado vimos como como é a intimidade, como Deus a
                      cultiva e como nós devemos cultivá-la. Hoje veremos que tipo de
                      pessoa nos tornamos quando somos íntimos de Deus. Para isso vamos
                      meditar sobre alguem que foi íntimo de Deus: o profeta Elias.
                        
I – INTIMIDADE TRAZ CLAREZA NA PALAVRA DE DEUS      
   a – A clareza vem da consciencia de estar na presença de Deus, 17:1a
   b – A clareza torna a Palavra de Deus nossa palavra, 17:1b
   c -  A clareza da Palavra nos dá segurança para dependermos de Deus 17:2a5
   e – A clareza da Palavra libera graça e provisao em qualquer circunstancia, 17:8a24

II – A INTIMIDADE NOS TORNA INSTRUMENTOS DE DEUS
    a – Instrumentos de correção, 17:1;18:2
    b – Instrumentos de benção para os fiéis, 18:4 a16a
    c – Instrumentos de ensino e exortação, 18:17,18
    d – Instrumentos de juizo, santificação e demonstração de quem Deus é, 18:18a40
    e – Instrumentos de restituição e restauração, 18:41a46
        
III – A INTIMIDADE NÃO NOS TORNA SUPER CRENTES
      a – Não impede a ação do espírito de medo, 19:1a3
      b – Como Jezabel libera o espírito de medo? 21:1a16
         b.1 Ela usa a baixa estima das pessoas para perverte-las, 21:7
         b.2 Ela perverte a verdade para conseguir seus objetivos, 21: 8a16
         b.1 Ela compra a pessoa para satisfazer desejos que não são de Deus, 21:20b
         b.2 Jezabel mata e rouba a herança da pessoas, Nabote e Elias
     
Conclusão:  Nossa intimidade com Deus nos torna instrumentos poderosos em
                     Suas mãos. Entretanto, devemos guardar nosso coração contra  o
                     Espírito que Jezabel libera: ele pode roubar nossa herança e destino.

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Com que clareza estou ouvindo a Palavra de Deus?
2 – Numa escala de 0 a 10, quanto estou sendo instrumento de Deus?
3 – Qual é o meu maior ponto fraco que tenho que vigiar para não perder a benção?