VIVENDO COMO FILHOS


VIVENDO COMO FILHOS
ROMANOS 8:14 a 23

Introd: Viver como filhos de Deus é algo que exige duas coisas principais:
              entendimento e decisão. O entedimento que precisamos ter e mais
              do que um entendimento intelectual, ele é espiritual e vem a nós
              por revelação do Espírito Santo. A decisão é a resposta que damos
              em relação ao que recebemos pela revelação.    

I – FILHO VIVE A VIDA NA DIREÇÃO CORRETA, Rom 8:14 a 15
      Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver
      que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus..., Gal 2:20
 a – Se é filho, é guiado pelo Espírito Santo, v.14
 b – Se é filho não vive em escravidão, atemorizado, v.15a
 c – Se é filho recebeu espírito de adoção, clama Aba, Pai, v.15b
 d – Se é filho sabe pelo Espírito no seu espírito que é filho, v.16

II – O QUE TEMOS SE SOMOS FILHOS, Rom 8:17,18
 a – Se somos filhos, somos co-herdeiros de Deus com Cristo, v.17a
 b – Se somos filhos sofremos com Cristo, v.17b
 c – Se somos filhos somos glorificados com Cristo, v.17c
 d – Se somos filhos os sofrimentos não se comparam com a glória, v.18

III – SE SOMOS FILHOS, HÁ UMA EXPECTATIVA, Rom 8:19 a 23
  a – A criação ardentemente espera nossa revelação, v.19
  b – A criação será redimida para a liberdade de nossa glória, v.20,21
  c –  A criação geme e suporta angústia esperando nossa glória, v.22
  d – Nós também gememos aguardando a redenção de nosso corpo, v.23

  Conclusão: Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto
                      de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos
                      filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece,
                       porquanto não o conheceu a ele mesmo. E a si mesmo se
                       purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como
                       ele é puro.I João 3:1,3

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 – Que tipo de vida estou vivendo como filho?
2 – Quais as duas maiores coisas que me impedem de viver filho como filho?
3 – Quais as duas maiores que farei para ser filho segundo o coração do Pai?

MARIA, EXEMPLO DE MÃE LUCAS 1:26 A 38 – 46 A 55



MARIA, EXEMPLO DE MÃE
LUCAS 1:26 A 38 – 46 A 55
Introdução:Maria um exemplo de como alguém pode se posicionar para
                    entrar no destino que Deus tem preparado. Baseado em sua
                    conversa com o anjo e no cantico que compôs para Deus,
                    vemos sua intimidade com Deus e sua disposição para se
                    submeter a ele. A biografia de Maria: Luc 1:46a55

I – ALEGRA-TE MUITO FAVORECIDA, v.28 A 34
   a – O motivo da alegria:
       a.1. O Senhor é Contigo, v.28
       a.2. Achaste graça diante de Deus, v.30
  bComo encontrou favor:
       b.1 Tinha temor quando ouvia a Palavra de Deus,v.29
       b.2 Meditava na Palavra quando ouvia, v.29
  c – Conteúdo do favor de Deus: seu destino
      c.1 No seu destino está o que será gerado em e através de você, v.31a33
      c.2 Seu destino é de Deus, está além de voce, v.34

II -  COMO DEUS CUMPRE NOSSO DESTINO, v. 35a37
   a – Pela obra do E.S. em nós, v.35a
   b – Pelo poder do E.S. agindo em nós, v.35b
   c – Porisso o resultado será de Deus, v.35c, Gal 4:22 a 31
   d – Para Deus não há impossíveis em suas promessas, v.37  

III -  TORNANDO A PROMESSA EM REALIDADE v.38
     a – Aqui está a serva do Senhor,v.38a
     b - Cumpra-se em mim segundo Tua Palavra, v. 38b
     c – E o anjo se ausentou dela, v.38c
     d – Veja o Pai Abraão: Gen 22:1,3,9,10,11,12, 15a18

Conclusão: Então, do céu bradou pela segunda vez o Anjo do SENHOR
                    a Abraão 16 e disse: Jurei, por mim mesmo, diz o SENHOR,
                    porquanto fizeste isso e não me negaste o teu único filho, que
                   deveras te abençoarei e certamente multiplicarei a tua descendência
                   como as estrelas dos céus e como a areia na praia do mar; a tua
                   descendência possuirá a cidade dos seus inimigos, nela serão
                   benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz.
                   Gen 22: 15a18

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO
1 -  Numa escala de 0 a 10 o quanto me pareço com Maria?
2 - Quais as 2 areas em que mais tenho problemas para cumprir meu destino?
3 – Quais são 2 as coisas mais importantes que farei para cumprir meu destino?

APRENDENDO A SER FILHO


APRENDENDO A SER FILHO
LUCAS 15: 11-32
Introd: Parece que ser filho é uma coisa que aprendemos automaticamente
             de nosso pai. A verdade é  que se aprendemos ou não ser filhos 
              ficará claro quando começarmos a ser responsáveis pela nossa vida.
              Vamos como honramos ou desonramos nosso Pai do céu. Há 3 areas
              para aprendermos a ser filho: provisao, proteção e promoção,Mt:4:1 a 11 

I – FILIAÇÃO É DEMONSTRADA PELO VÍNCULO DA HONRA, Ef 6:2
      Honra é tratar alguém com admiração e respeito
 a – Honrar ao Pai é admirar os padrões morais estabelecidos por Ele, Sal 119:10,11
 b – Honrar ao Pai é dar a Ele teu coração, Prov 23:26
 c – Honrar ao Pai é fazer sua obra completa, Jo 17:4
 d – Honrar ao Pai é viver em unidade com Ele, Jo 17:21

II – O QUE ACONTECE QUANDO FALTA PATERNIDADE, Luc 15: 13a16
 a – Filho + novo: arrogancia, egoísmo, individualismo e desdém
 b – Filho + velho: indignação, não entende o Pai
 c – Filho + novo:  quer algo diferente, que não existe na casa do pai
 d – Filho + velho: Não sabe o que tem, Lc 15:29,31
 e – Filho + novo:  sem o carater do pai, viveu dissolutamente
 f – Filho + velho: com carater mas não vivia como Filho...te sirvo.
 g – Os dois filhos não souberam ser filhos,  tinham problema de identidade
 h – Os Dois filhos, por razoes diferentes  tinham que voltar pro pai

III – É POSSÍVEL VOLTAR A SER FILHO? Luc 15: 17a19
  a – É possível porque o Pai busca conciliação, v.28
  b – É possível porque o Pai nos ama mesmo quando errados
  c – É possível porque tudo o que o Pai tem é nosso começando pelo Seu amor

  Conclusão: Todos somos filhos que saíram da cas em Adão, mas que já
                      voltamos para a casa. Estamos com o Pai, v.31 mas é possível
                      que ainda não aprendemos a ser filho, como o que ficou em
                      casa. As vezes podemos estar sendo um misto dos dois.     

PREGUNTAS PARA MEDITACIÓN
1 – Que tipo de filho estou sendo?
2 – Quais as duas maiores coisas que me impedem ser filho segundo o
       coração do Pai?
3 – Quais as duas maiores que farei para ser filho segundo o coração do Pai?

O PODER DA RESSURREICAO 01


O PODER DA RESSURREICAO 01
LUCAS 24: 13 A 33

Introd: A vida de Jesus em nós não é do Jesus que nasceu de Maria, é
             Do Jesus da Ressurreição, Heb 1:5. Jesus nasceu como filho do
             primeiro Adão do ventre de Maria, Como segundo Segundo Adão
             Ele nasceu da ressurreição, I Cor 15:44 a 47.

I – SEM RESSURREIÇÃO NOSSA FÉ NÃO EXISTE, 1 COR 15:14
    a – A fé vem pelo ouvir da Palavra: Jesus, Rom 10:16,17; Joao 1:1,2,14
    b – É na  ressurreição que Jesus recebe de volta sua glória, Fil 2:7; Jo 17:5
    c – Sem a ressurreição a última palavra é a morte, Luc 24:14,19,20,21
    d – Sem a fé da ressurreição não reconhecemos a presença de Jesus conosco.v16
    e – Sem a fé da ressurreição só tratamos das preocupações, v.17
    f – Sem a fé da ressurreição andamos só no natural, v.18,19,20

II – SEM RESSURREIÇÃO, RESTA UMA VIDA DE DERROTA
    a – Uma vida de retrocesso, v.13
    b – Uma vida de tristeza, v.17
    c – Uma vida baseada em lembranças amargas, v19,20
    d – Uma vida de decepção, v.21
    e – Ficamos néscio e tardos de coração, v.25

III – QUANDO A RESSURREIÇÃO SE MANIFESTA ...
      a – Há ensino de que a última notícia é a glória, v.26,27
      b – Precisamos recebe-la em nossa vida, v.29
      c – Precisamos participar do pão com Jesus, v.30, Apoc:3:20
      d – É um encontro pessoal com a ressurreição que abre nossos olhos, v.31
      e – Quando entendemos a ressurreição entendemos nosso coração, v32
      f – Entendendo a ressurreição nos levantamos para um outro propósito, v.33


Conclusão: Vivemos pela vida da ressurreição de Jesus, precisamos viver como
                     ressuscitados, viver a vida dos céus, pois estamos sentados em Cristo
                     a direita do Pai, Ef 2:6.   

1 – Como deveria viver alguém que ressuscitou?
2 – O Qunato da nossa vida estamos vivendo como ressuscitados?
3 – O que poderiamos fazer para viver mais como ressuscitados?

SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 08 OBTENDO OS RESULTADOS DO REINO DE DEUS

SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 08
OBTENDO OS RESULTADOS DO REINO DE DEUS

Introdução: Os resultados do Reino de Deus em nós são causados pela
                      transformação que ocorre quando o fermento e a semente 
                      se desenvolvem dentro de nós. Paulo explica esse conceito:
                             “Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não 
                         morrer;  e, quando semeias, não semeias o corpo que há
                         de ser, mas o simples grão, como de trigo...”, 
                         I Cor 15:36,37.
                                  
I – RESULTADOS DO REINO VEM PELA SUBMISSÃO AO E.S.
   a – Frutos do E.S. e Dons do E.S. vem pela obediencia, Gal:5:22,23, 
         I Cor 12:1,11
   b – ­­­­­­­Temos que desenvolver uma atitude para ver e ouvir Deus (direção), 
          Mt 11:15, Jo5:19
   c – Temos que ser movidos pela obediencia, Jo 16:13, I Sam 13:13; I Sam 15:22
  
II – RESULTADOS DO REINO VEM PELOS VALORES DO REINO       
     a – O valor da dependencia de Jesus, Jo 15:4 a 7
     b – O valor da unidade, Jo 17:20 a 23
     c – Valor do senhorio: Deus e não o dinheiro é segurança, Mt 6:24, 
           2Reis 5:15 a 27
     d – Valor de como medir os resultados: fidelidade, não sómente resultados, 
           Mt 7:22,23

III –  MANTENDO OS RESULTADOS DO REINO
     a – Evitar construir nosso próprio reino,  Luc 19:12 a 14.,Luc 22: 2 a 9
     b – Somos mordomos e não donos,  I Cor 4:5 a 7; Luc 12:42 a 44
     c – Fazendo de Deus o centro e não nós mesmo, Col 3: 1 a 3
    
Conclusão: Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a
                     minha aliança, então, sereis a minha propriedade peculiar dentre
                     todos os povos; porque toda a terra é minha; vós me sereis reino de
                     sacerdotes e nação santa. São estas as palavras que falarás aos filhos
                     de Israel. Ex 19:5,6                   
                          
PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Deixamos Deus dirigir nossos esforços ou controlamos as coisas por 
      nós mesmos?
2 – Quem é a resposta para nossos desafios e segurança: Deus ou o dinheiro?
3 – Nossos esforços refletem a construção de nosso próprio reino ou do 
      reino de Deus?

SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 05 O CRESCIMENTO DA ESPIRITUALIDADE

SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 05
O CRESCIMENTO DA ESPIRITUALIDADE

Introdução: A espiritualidade cristã não é uma coisa estática, é um movimento
                      dinamico de crescimento e transformação. Esse movimento 
                      dinamico é chamado de “vida cristã”. Nenhum tipo de vida é 
                       estática, muito menos a vida cristã.                               

I – MUDANDO DE SABER MAIS DE CRISTO PARA CRESCER EM 
     CRISTO,1Pe :1:1a5
   a – Despojando-vos...v.1
   b – Desejai....v.2,3; Jer 15:16
   c – Chegando-vos....
                                                                                     
II – MUDANDO DE CRESCER EM CRISTO PARA INTIMIDADE 
       COM CRISTO
     a – Intimidade tem a ver com se identificar, Heb 4:15; Jo 14:21 a 23
     b – Intimidade tem a ver com glorificar e ser glorificado, Joao 17:4 a 10
     c – Intimidade tem a ver com confiabilidade, Jo 17:1a4

III – MUDANDO DE INTIMIDADE COM CRISTO PARA CRISTO 
         SER O CENTRO
     aOrientado para mim mesmo ou para os outros?
     b – Quanto estou disposto a sacrificar?
     c – Quanto estou disposto a servir
     d – Quanto estou disposta a me submeter?
     e – Quão disposto estou par sofrer?  

Conclusão:  Espiritualidade é ter o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus,
                     que a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, a si mesmo 
                     se humilhou, tornando-se obediente  até à morte de cruz. Fil 2:5 1 8
                    
PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Como está meu crescimento na espiritualidade?
2 – Quais as duas maiores coisas que me impedem de crescer na espiritualidade?
3 – Quais as duas maiores coisas que farei para crescer?


SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 04 ALCANÇANDO OS ALVOS DE DEUS

SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 04
ALCANÇANDO OS ALVOS DE DEUS
JUIZES CAP 6,7

Introdução: A espiritualidade cristã baseia-se na descoberta de quem Deus é 
                      e de quem Ele me criou para ser. Crescer espiritualmente é 
                      crescer no conhecimento de Deus, de mim mesmo e do propósito 
                      para o qual fui criado. Portanto, sua espiritualidade é totalmente 
                      dependente de sua crença de quem Deus é, de quem voce é, e do 
                      que voce está aqui para fazer. Sua crença é o que produz suas 
                      atitudes, portanto tudo depende de sua ATITUDE.        

I – PERDENDO A REFERENCIA, PERDEMOS A 
      ESPIRITUALIDADE, 6:1A6    
   a – Abandonando Deus como referencia, nossa referencia se torna o inimigo v.1  
   b – Ou Deus prevalece, ou o inimigo prevalece, v.2
   c – O intento do inimigo é: roubar, matar, destruir, v.3,4,5
   d – Foi esse contexto de perda que criou a mentalidade derrotada de 
         Gideão, v. 11 a 15
                                                                                     
II – O RESGATE DOS VALORES DA ESPIRITUALIDADE
     a – Vem de uma atitude de sair do estado de miséria, 6:6 a 10
     b – Dentro de um derrotado existe um líder poderoso, 6:11,12, Gen 1:26a28
     c – O regate dos valores é um processo experimental, nos dá um nome novo
     d – O regate dos valores produz uma atitude de assumir nossa 
           identidade, 6:33 a 35
     e –  O regate dos valores descobre que nosso nome e obras já são 
            conhecidos 7:10 a 14

Conclusão: A espiritualidade cristã é nossa ATITUDE de alinhamento com Deus 
                    para sermos e fazermos aquilo para o qual nascemos.                   
                    
PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Como minhas atitudes estão me posicionando para ser e fazer quem Deus 
      diz que sou?
2 – Quais as duas maiores atitudes que me impedem de fazer e ser o que Deus diz 
       que sou e faço?
3 – Quais as duas maiores coisas que farei para Mudar essas atitudes?


SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 03 ALCANÇANDO OS ALVOS DE DEUS

SÉRIE ESPIRITUALIDADE – 03
ALCANÇANDO OS ALVOS DE DEUS
JUIZES 6:11 A 32

Introdução: A verdadeira espiritualidade cristã baseia-se na medida em que um
                     crente nascido de novo permite que o Espírito Santo conduza e
                     controle sua vida, em vez de ceder aos desejos de sua própria carne.

I – A ESPIRITUALIDADE CRISTÃ COMEÇA EM NOSSO ESPÍRITO
  Nossa Alma: emoção, intelecto, e decisão                                                           
  Nosso Espírito: Habitação de Deus, Ef 2:22  
   a Comunhão: É a adoração a Deus. Lc 1.47, Jo4.23, Rm 1.9, Rm 8.15,
                              Rm 8.16, 1 Co 6.17, 1 Co 14.15, 1 Co14.16.
   b – Consciencia : É responsável pelo discernimento. Dt 2.30, SL 34.18, 
                                 SL 51.10,
                                Jo 13.21, At 17.16, Rm 8.l6, 1 Co 5.3, 2 Co 2.13, 2 Tim 1.7
   c – Intuição: É o lado sensitivo(direcao) do espírito humano, Mt 26.41, 
                          Mc2.8, Mc 8.12, Jo11.33, Act 18.5, At 18.25, At 20.22, 1
                          Co 2.11, 1 Co 16.18
                                                                                     
II – A ESPIRITUALIDADE CRISTÃ PRODUZ MUDANÇAS
     a – A alma nos mantém na sobrevivencia, definida pelas circunstancias, v.6
     b – A espiritualidade cristã começa com mudança de crença, v.12,13
     c – A espiritualidade cristã muda a identidade e missão, v.14a16
     d – A espiritualidade cristã restaura a fé, v.17 a 24

III – A ESPIRITUALIDADE CRISTÃ ALCANÇA ALVOS DE DEUS
      a – Deus usa para derrubar principados (casa do pai), v.25
      b – Deus usa para estabelecer altares ao Senhor(casa do pai), v.26
      c – Fica conhecido como vencedor de potestades malignas, v29 a 32     

Conclusão: A espiritualidade crista que começa em nosso espírito, muda
                     Muda nossa identidade e missão nos torna vencedores.                    

PERGUNTAS PARA MEDITAÇÃO

1 – Numa escala de 0 a 10, como está minha espiritualidade?
2 – Quais as duas maiores coisas que bloqueiam minha espiritualidade?
3 – Quais as duas maiores coisas que farei para desbloquear minha espiritualidade?