BENÇÃO DOS DÍZMOS E OFERTAS


BENÇÃO DOS DÍZMOS E OFERTAS
MAL 3:8 A 12 - 2 COR 9:6 A 11

Introd: Nossas ofertas e nossos dízimos expressam nosso coração. Segundo a Bíblia,
             podem expressar generosidade ou avareza. A contribuição é a maneira de
             honrarmos a Deus, Prov 3:9 e também é o princípio que libera as benção de
             Deus para nossas vidas, Prov 3:10. Nos dízimos nosso coração expressa
             obediência, nas ofertas expressam o amor de Deus que está em nós. Os
             dízimos e as ofertas estão ligados a lei da semeadura e da colheita.
       
I – A BENÇÃO DOS DÍZIMOS, Malaquias 3:8 a 12
  a – Os nosso dízimos são uma obrigação: trazei todos, v.10a
  b – Dízimos seguem a lei da plantação e da colheita, reflete obediencia:Gal 6:7
  c – Dízimos pertencem a Deus: se não entregamos, roubamos.
  d – Roubo nos dízimos trazem maldição, Mal 3:9
  e – Fidelidade nos dízimos trazem a colheita da obediencia: Mal 3:10 a 12
         e.1 Deus abre as janelas dos céus, Mal 3:10
         e.2 Derrama bençãos sem medida, Mal 3:10
         e.3 Deus repreende o devorador, Mal 3:11
         e.4 Vamos receber o nome de feliz e deleitosos, Mal 3:12
    f – Dizimos tem um propósito: manter a casa, Mal 3:10b
    
2 – A BENÇÃO DA OFERTAS, 1 Cor 9:6 a 11
     a – São segundo propomos no coração com alegria, v.7ª
     b – O que contribui, com liberalidade, Rom 12:8
     c – Seguem as leis da plantação e colheita, refletem o amor: Jo 3:16; Jo12:24
     d – Podemos também roubar nas ofertas, Mal 3:8; Luc 6:38
     e – As ofertas trazem a colheita da fé,1Cor 9:6,8
     f – Ofertas nos mudam de de nível financeiro, 1 Cor 9:10,11
     g – As ofertas tem um propósito: produzir generosidade, 1 Cor 9:11b 

Conclusão: O segredo dos dízimos e das ofertas é que produzem algumas coisas:
                    Glorificam a Deus, nos enchem da graça d eDeus, produzem gratidão
                    em nossos corações e servem de testemunho para os outros.

PERGUNTAS

1 – Como está meu relacionamento com os dízimos?
2 – O que minhas ofertas dizem sobre mim e sobre Deus?
3 – O que impede um melhor relacionamento com Deus na minha vida financeira?