NÃO DE LUGAR AO INIMIGO

A história do Rei de Israel chamado Ezequias descrita no livro de Juízes capítulo 18 a 20 nos alerta para a importância de rompermos todos os laços com o inimigo. Ele foi um rei ousado em sua confiança no Senhor, a tal ponto de que a Bíblia faz o seguinte relato sobre sua pessoa: “Confiou no SENHOR, Deus de Israel, de maneira que depois dele não houve seu semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre os que foram antes dele” 18:5. Com tal confiança, poderíamos esperar que sua vida fosse de completa vitória. Entretanto, o registro bíblico nos mostra derrotas em seus confrontos com o inimigo. Como alguém que confia tanto no Senhor pode ser derrotado? A razão é que Ezequias “deu lugar” ao inimigo em sua vida.
Nos versículos 1 a 7 do capítulo 18 temos o relato de seus sucessos e de como ele se rebelou contra a Assíria e livrou-se da servidão. Entretanto, quando o rei da Assíria toma algumas cidades fortificadas de Judá, Ezequias faz uma “confissão de arrependimento” perante o inimigo e voluntariamente se submete ao seu dominio, comprometendo não sòmente seus tesouros, mas também os tesouros da Casa do Senhor. Depois disso fez a grande descoberta, de que o inimigo é insaciável, ele quer sempre mais 18:17a35. Quando ele percebe isso, clama ao Senhor, e Deus, através do profeta Isaías, dá a ele uma palavra de vitória e de juízo sobre o inimigo, 19:1a37.
O capítulo 20 nos registra que Ezequias contraiu uma diença mortal e foi curado. Por esse motivo, o rei da Babilonia enviou embaixadores para se congratularem com ele. Ele acabou monstrando todas as coisas que lhe pertenciam ao Babilonios, e porisso o profeta deu-lhe uma palavra dizendo que devido a esse estabelecimento de laços com o inimigo, a Babilonia viria e tomaria todas as coisas que haviam visto, e ainda levariam seu filhos como escravos. Veja entao o desenvolvimento da história de Ezequias: 1- rompeu com a servidão ao inimigo, colocou-se debaixo da servidão por decisão própria, rompeu com a servidão e novamente colocou-se na servidão. Triste história, e tudo devido ao fato de que não rompeu completamente seus laços com o inimigo. Ele poderia ter sido completamente vitorioso, entretanto perdeu essa oportunidade. Como está a tua vida pessoal? Existe algum comprometimento com o inimigo que voce deva romper?

Pr. Joao Carlos